Pergunte a E. Jean: É um erro ficar com um namorado que não acredita no casamento?

Caro E. Jean: Eu quero me casar. Meu namorado é contra o casamento. (Não que ele não queira se casar comigo - ele não quer se casar com ninguém. Ele não acredita em casamento.)

Temos confiança, lealdade, amor e felicidade. Nenhum de nós está interessado em ter filhos, então não há nenhuma preocupação nisso. Prometemos passar nossas vidas juntos, compartilhamos uma conta poupança e todas as nossas decisões são tomadas juntos. Sua família me considera parte de sua família e minha família o considera parte da nossa.



Então, depois de quatro anos, e me sentindo mais apaixonado do que nunca, é de se admirar que eu queira ser sua esposa? Minha pergunta: estou cometendo um erro ao ficar com ele? Eu não quero acordar aos 40 ainda o chamando de meu 'namorado'. Ou o casamento é algo imposto à minha imaginação por normas sociais? - Comprometida, Não Casada



Miss Not, seu ganso: Bah! Não fale com tia Eeee sobre 'normas'. Metade das 'normas' impingidas a você pela sociedade são besteiras, embora a maioria de nós não seja corajosa o suficiente para dizer que são besteiras, então todo mundo continua com a besteira. Mas não seu namorado.

Dê-me o número dele.



Eu quero propor a ele.

Ele é um sujeito que mantém sua atitude rebelde. Portanto, parece que você terá que se sacrificar, senhorita Não, velha, e suportar toda aquela deplorável 'confiança, lealdade, amor e felicidade'. O que quer que você precise fazer, qualquer sofrimento que seja necessário - compartilhar contas bancárias, adorar as famílias uns dos outros, viver como os maiores e mais incríveis amantes da história do mundo - alguém tem que fazer isso, mesmo que ele te ame, assim, para sempre.

P.S. Casamentos são legais e maridos são ótimas coisas para se ter, mas vejo que você é muito jovem (eu pesquisei) para compreender a felicidade maluca de até mesmo acordar aos 40 - quanto mais a alegria pura e louca de acordar aos 40 ao lado de alguém que você pode chamar de 'namorado'.